segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Campanha Política

Não é nem fundo do poço. O lugar aonde eu cheguei foi tão subterrâneo que nem nome ainda tem. Talvez "núcleo terrestre" se aplique. O fato é que precisei chegar lá, ao ponto de dormir em pé na escada rolante do shopping, pra decidir mudar.

Tenho uma amiga que é tipo minha terapeuta, já que nunca tive dinheiro coragem pra pagar por uma de verdade, e na madrugada de sábado pra domingo eu estava listando pra ela tudo o que tem me incomodado nos últimos meses. O que tem me feito infeliz. A lista foi realmente enorme, mas a maioria dos itens eram assim: incapacidade de acordar na hora, falta de concentração na aula, memória fraca, desânimo (muito, muito, muito desânimo), ansiedade, semanas de procrastinação alternadas com surtos de produtividade, etc. E chegamos à conclusão de que tudo isso é fruto de apenas um problema: eu não estou dormindo direito. Há muito tempo.

Mas é lógico que eu sabia. Todo mundo percebe esse tipo de coisa. Sempre que olho pro relógio e vejo o ponteiro marcando meia-noite sei que, se eu não for pra cama imediatamente, o dia seguinte vai ser um sacrilégio. Mas cadê força de vontade pra dormir sabendo que o que vem em seguida é mais um dia de estudos? Sempre acabo preferindo o modo zumbi e isso tem me feito um mal absurdo.

Então estou aqui, diante dos meus 5 leitores, prometendo que vou recuperar meu sono. Vou dormir cedo, acordar cedo e ser o orgulho da mamãe.

Prometo.

O único problema vão ser meus colegas do cursinho estranhando enormemente esse novo aluno que está prestes a surgir. Esse aluno aplicado e bem humorado, que não chega atrasado, não passa a aula escorado num canto, não anda cambaleante pelos corredores e, quem sabe, chega ao cúmulo de dar bom dia.

13 comentários:

Kika® disse...

Isso é bom. Espero que, a essa hora, já esteja na cama. :) E boa noite.

del disse...

Ixi! Se uma terapeuta fizesse sua análise, pode acreditar que o problema chegaria ao centro da Terra.

Heloisa Leite disse...

Você, de qualquer jeito que for, é e sempre será o meu orgulho! Te amo!

MAURÍCIO FERREIRA LEITE disse...

Muito bem, Bill. Excelente começo. O seu corpo e espírito vão agradecer e retribuir, pode ter certeza! A propósito, acho que você tem muito mais do que 5 leitores, afinal, já sou o quarto comentário...

Manuel disse...

Como foi hoje?

;-) disse...

Sua 6a leitora (tô te achando muito modesto, mas enfim...)quer saber como foi o primeiro dia de cumprir a promessa!
Abraço.

Anônimo disse...

Soh pra constar..pelo q notei sou sua 7 leitora, e leio sempree, e concerteza vc tem mais leitores que admiram sua maneira d c expressar e escrever o q vc imagina...:)..o unico fato eh q nem todo mundo consegue comentar com facilidade aquilo q escreve, pelo simples fato que eh envolvente e comovente, e talvez nao nos sentimos a vontade para invadir e opinar aquilo que faz parte da sua vida e das suas decisões...mas saiba q eh interessante e d grande valor o q escreve..
by: Fernanda Cardoso

Anônimo disse...

correção: " do que vc imagina" e nao "o q vc imagina"
by: Fernanda Cardoso

Jéssica Trabuco disse...

Boa sorte então meu caro, ou seria melhor bom sono?

Gab disse...

Tava passando por isso e até engordei! Socorro.
Agora acordo as 8 horas, tomo café da manhã e faço exercícios. Quase não me reconheço. haha
boa sorte! :)
Beijo.

sobrefatalismos disse...

Troquei minha linda cama "de época" (com dossel, creia) por uma cama box presente-de-grego-da-minha-irmã-mais-velha. Resultado? Não sei o que é uma noite bem-dormida há três anos. Três anos convivendo com a insônia. Aff.
Bem-vindo ao meu clube.

BelMendes disse...

decidir mudar, é um ótimo começo ^^
http://saiadeflorbm.blogspot.com/

E. disse...

Feliz que você esteja escrevendo de novo, Frenesi deixou saudades.