quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Missão Julie & Julia


Existem duas coisas bastante incompatíveis na minha personalidade: a péssima alimentação e a tendência a hipocondria. Porque eu sigo comendo mal (é um ponto pelo qual já parei de lutar), mas agora sinto que a qualquer momento podem aparecer as úlceras e pedras nos rins que aguardo com tanta ansiedade. Soma-se a isso meu medo de decepcionar a família e o que temos são sonhos bizarros em que estou deitado numa cama de hospital, comendo nuggets e chorando, enquanto meus pais falam: "eu avisei".

E ando tão cansado dessa minha vida sedentária, de conservantes, corantes e acidulantes, que cheguei a cogitar fazer musculação numa academia aqui perto de casa. Estou com tempo de sobra e tem o incentivo estético que, atualmente, é a única coisa que me faria mudar de vida. Mas eu me conheço tão bem que não vou cair nessa cilada de novo. Porque já fiz academia uma vez, né? Há alguns anos. E foi patético. Eu passava toda a série tentando enganar o instrutor, pulando aparelhos e errando a contagem de propósito. Não dá pra pagar por isso.

Pensei em voltar pra natação, que foi o único esporte que algum dia me empolgou. Lembro de treinar por duas horas diárias e ter sido, inclusive, convidado a competir pelo Sesi. Também adorava a sensação pós-treino. Aquela morosidade agradável que se estendia pelas duas horas seguintes a saída da piscina. O corpo ainda molhado, os pulmões ainda frenéticos e uma fome sem precedentes. Mas natação não te deixa bonito (te deixa magro e esguio, é verdade, mas isso eu já sou até demais), então acaba perdendo o maior incentivo de um exercício físico regular.

Acho que vou aprender a cozinhar. Talvez eu descubra um talento oculto, uma paixão nunca dantes explorada, acabe diminuindo meu consumo de comida industrializada e, consequentemente, meu medo de doenças. Então essa é a proposta. Tô aceitando sugestão de sites com receitas fáceis e baratas para solteiros pobres e preguiçosos. Enquanto isso vou revisando meu testamento pela milésima vez.

4 comentários:

Anônimo disse...

Os nadadores tem os corpos mais bonitos entre os atletas com ombros largos e abdomen definido.

Mik disse...

Mas o que você quer mesmo é ficar saradão ou apenas fazer um exercício físico que mantenha os músculos em funcionamento e o coração batendo em dia?

Se for a primeira opção, não vejo outra solução que não seja a musculação. Creio que nenhuma atividade física mantenha tão bem a aparência sarada do que uma academia. Bem realizada, claro.

Já se a opção for a segunda, saiba que flexões e abdominais, que podem ser realizadas em casa, sem aparelhos e sem pagar nada, são um ótimo exercício. Flexão fortalece tórax, ombros, braços, enquanto abdominais fortalece... bem, o abdómen. Depois para as pernas, creio que uma caminhada ou até uma corrida a cada três dias já seria suficiente. Há alguns programas na internet que ensinam a conseguir fazer 100 flexões e 100 abdominais em até 6 semanas, respeitando o próprio organismo e sem se exercitar mais do que o aconselhável.

Eu já tive meus devaneios também de ficar forte e bonito, mas os abandonei. Porque eu também me conheço e sei que no início até poderia me empenhar bastante, até poderia chegar nos resultados desejados. Mas e pra manter? Uma vez que você adquire músculos bem torneados, tem que manter. Se parar de malhar um mês que seja, murcha tudo. E eu sei que uma hora ou outra eu pararia e minha decepção seria dobrada. Não engulo essa do 'melhor ter e depois perder do que nunca ter tido'. Eu jamais encararia meu peito magrinho depois de tê-los vistos uma vez fartos e bonitos. E também, conforme a pessoa vai ficando velha, fica mais difícil ainda manter porque a gravidade puxa tudo pra baixo, até o tórax mais durinho e gostoso. Já me imagino na academia, um pobre velhinho nos seus 60 e tantos anos, se esforçando feito doido pra salvar o máximo que puder de pele e músculos da ação avassaladora do tempo. Não, não, abraço minha magreza saudável com prazer. Por ser magro, o abraço é até mais gostoso e apertadinho.

Anônimo disse...

http://deliriosdefabizinha.blogspot.com.br/

Dasty-Sama disse...

Novamente um post para eu me identificar! Sério, estou cansada de comer mal. Eu adoro saladas e frutas e gostaria de viver toda aquela vida meio hippie e saudável. O problema é que mesmo assim eu insisto em comer besteira. Queria fazer academia, mas não me sobra tempo ):