terça-feira, 21 de agosto de 2012

Aos Amigos que Restam

Desculpa pelo descontrole. Pela total falta de critério, dignidade e lucidez. As coisas andam muito bagunçadas, incrivelmente divertidas e eu não tô sabendo me controlar.

Desculpa por usar as mesmas roupas sempre, mas não tô tendo dinheiro pra renovar o armário. Nem tempo pra lavar os tênis. Desculpa pela coca-cola antes das 8h, pelos miojos de madrugada, pelas olheiras cada vez mais profundas e charmosas. Pelos acessos de carinho e ternura. Pelos acessos de raiva e loucura. Desculpa pelas lágrimas. Desculpa pelas conversas que não levam a lugar nenhum e sempre acabam comigo reclamando das mesmas coisas. Desculpa pela vergonha, pelos transtornos psicológicos, pelas músicas repetidas, pelos filmes repetidos, pelos livros atrasados. É que fico meio encabulado quando desperdiçam obras de arte. É que descobri que só existe salvação por meio delas.

Desculpa pelas piadas cada vez piores, pelo humor cada vez mais ofensivo, pelas risadas cada vez mais débeis e pelo sorriso cada vez mais perigoso. Inclusive decidi que não devo mais tirar fotos sorrindo. Porque além de parecer infantil, pareço feliz.

Desculpa por estar cada vez mais distante e ainda assim contar segredos cada vez mais cabeludos. Por jogar todo esse peso em cima de vocês, e ficar esperando uma resposta, com meus olhinhos brilhantes. E as respostas nunca vêm.

Desculpa por parecer entediado, por cortar a fala dos outros e dar pouca atenção aos detalhes. Tenho um descompasso grave na assimilação do mundo. Tudo me vem aos saltos. Como pequenos sustos, seguidos de um longo e eterno calafrio.

Desculpa pelo medo. Por preferir às vezes calar a ter que dizer as coisas que me machucam.

Desculpa pela poeira. A faxineira sumiu tem umas três semanas.

13 comentários:

Carolis disse...

"Desculpa pela coca-cola antes das 8h, pelos miojos de madrugada, pelas olheiras cada vez mais profundas e charmosas." AÍ NÃO!

Maurício Ferreira Leite .. disse...

Estamos aqui !

Davi Coelho disse...

Troféu Drama Queen 2012 vai para... Gabriel, a gente tem essa tendência de potencializar as coisas. E a tristeza fica linda no teu blog, tem o lance da audiência, etc. Eu entendo, mas fico um pouco preocupado. Então vê se não se acovarda, guarda algum dinheiro e enfrenta as coisas com mais bravura, rapaz. Você é o Gabriel Leite! Ora essa. Abraço do Coelho ;))

Lucas Reis disse...

A intimidade e a convivência são as culpadas de todos os males.

Luiza Simão disse...

Sua auto crítica chega a me emocionar! Tão raro... e quem é auto crítico tem controle e limites próprios. :) De qualquer forma, ainda acho que não tem nada de absurdo acontecendo. Então sem desesperos, pfv!
E ah, eu continuo achando interessante, muito interessante.

Tyler Bazz disse...

Assinado: Uma geração inteira.

Anônimo disse...

tenho uma visão(ou problemas de mundo) parecidos com os seus. No meu específicamente, o dilema é que após oito meses que saí de casa, continuo morando com os tios, por problemas financeiros(trabalho para pagar meu cursinho e ainda arco com minhas despezas). Estou precisando comprar um monte de coisas, mas todo dinheiro que sobra eu torro com revistas e lan house.

Heloísa Leite disse...

Vc pode estar precisando de uma comidinha gostosa numa mesa bem bonita, de roupas cheirosas e passadas em cima da cama, de um alô no meio da tarde só pra saber se tá tudo bem, de cafuné enquanto a gente escuta uma música nova, de um presentinho surpresa de vez em quando, e de carinho, sem limites. Acho que vc tá precisando de mãe. Te amo muito! Bjos

Anônimo disse...

Acho que sua mãe tem total razão, você tá precisando de um colo de mãe, e não há nada nesse mundo mais reconfortante e acolhedor que colo de mãe, ele tem o poder surpreendente de curar os nossos problemas e nos dar força para seguir adiante. Então fuja já para o colo da sua mãe. ;)
By: Fernanda Cardoso

Anna Vitória disse...

Seu texto é muito forte, e eu queria ter alguma coisa de verdade pra dizer pra você, mas nunca fui boa em confortar os outros ou algo do tipo. Não se cobre tanto, e fique bem. =)

José María Souza Costa disse...

Vim cá, lê o seu blogue. Eu, tenho um. Muito simples, sem cores e sem nuances. Estou lhe convidando a visitar-me, e se possível, Seguirmos juntos por eles. Estarei lhe esperando lá, afinal o que importa é a Amizade que fazemos e as publicações que expomos.
Eu te Convido a vir aqui.

www.josemariacosta.com

Umas Palavras disse...

Desculpa por ter contar que de mim e de você 'só restará saudade'... Por mais empoeirada que a vida esteja. É essa mesmo! Minha visão tá nesse link.

Herlene disse...

Admiro profundamente tuas palavras tão bem colocadas e significativas.