terça-feira, 18 de janeiro de 2011

If you can't say something nice...


Uma das melhores coisas de se ter um blog é a caixa de comentários. Esse é o grande trunfo das novas comunicações: a possibilidade de interação e blá blá blá. Enfim. É que no começo do Frenesi, eu fazia muita questão de comentário. E ficava dando F5 como se não houvesse amanhã. E quando alguém comentava, eu precisava retribuir o comentário pra não perder o leitor; e me forçava a escrever qualquer bobagem, só pra marcar presença, etc... Toda uma coisa ridícula.

Quando eu decidi não comentar mais em posts onde não tenho o que dizer, minha vida como blogueiro mudou completamente. Porque também parei de ansiar por comentários. Claro que eu ainda gosto de ver novos números, mas juro que não faço questão do seu "ótimo post, beijos". Vai parecer arrogante, e talvez seja. Só não vejo mais sentido em ter que inventar texto pra mostrar que sou educado e atencioso com meus leitores. Eu não gostaria que fizessem isso com o meu blog, então não faço com o dos outros. Tá aí a educação.

Por exemplo, o meu blog preferido. Acho que leio o Já Matei por Menos a mais de um ano e, até hoje, só escrevi dois comentários. Simplesmente porque nunca tinha muito a acrescentar. Em compensação, indicava os textos a amigos e parentes, compartilhava pelo Google Reader e jamais deixei uma atualização passar batida. Isso sim vale a pena.

Não me entendam mal. Adoro comentários que discutem o tema, mostram outro ponto de vista, criticam, ou contam uma experiência pessoal. São vários os comentários que superam ( e muito) o próprio post. Só acho visita forçada uma sacanagem. Tanto pra quem faz, quanto pra quem recebe.

__________

Este post foi publicado em abril de 2010, no meu antigo blog, o Frenesi. E só estou republicando agora pra dizer que É TUDO MENTIRA e que se não fosse a política de boa vizinhança, ia ter muito blog aí com 0 comentários todos os dias. Talvez o meu.

Obrigado por serem fofos.

5 comentários:

Tyler Bazz disse...

"inventar texto pra mostrar que sou educado e atencioso com meus leitores"

Basicamente: postar.

Gabriela Petrucci disse...

Bem que eu tava reconhecendo esse texto... :P
Mas é isso aí, acho que todo blogueiro passa pela fase F5 eterno depois de um post.

Marlon disse...

O twitter ajuda muito a não se importar com a sensação "falando com as paredes"!!! =/

Laila disse...

...

Luiza disse...

Posso comentar com um "hahahaha"? Juro que não tô forçando visita. :P